Ir para o conteúdo

Prefeitura de Piratini e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Piratini
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social WhatsApp
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
09
09 NOV 2022
Orientação da equipe municipal de vigilância epidemiológica sobre a prevenção e cuidados com a escabiose.
enviar para um amigo
receba notícias
O paciente deve ser orientado a evitar contato direto, pele a pele, com pessoas e roupas que estejam contaminadas com o parasita. Caso alguém já esteja contaminado com o parasita, na família, as roupas de uso pessoal, de cama e banho devem ser trocadas e lavadas diariamente com água quente (acima de 60oC). Caso não seja possível lavar as roupas com água quente, é importante que sejam secas ao sol e passadas. Artigos não laváveis devem ficar por duas semanas em sacos plásticos vedados, para permitir a morte do ácaro, que pode ficar viável por uma semana, sobretudo em climas frios.
Uma vez detectado um paciente com escabiose, todos que com ele tenham contato direto devem ser examinados e tratados. Caso estejam infectados, devem também ser tratados. Desta forma, é interrompida a cadeia de transmissão da parasitose.
A escabiose, também conhecida popularmente como sarna, é uma doença contagiosa causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei variedade hominis, transmitida pelo contato direto com uma pessoa infectada. O Sarcoptes scabiei é um parasito exclusivo da pele do homem, que sobrevive poucas horas quando está fora dela. A fêmea fecundada penetra na epiderme e elimina cerca de 40 a 50 ovos, morrendo em seguida. O ciclo biológico do ovo até sua forma adulta demora cerca de 15 dias.
A principal manifestação clínica da escabiose se dá através do prurido que geralmente torna-se mais intenso à noite. Geralmente, 3 a 4 dias após o contato com o ácaro, surgem pápulas, às vezes com pequenas bolhas de água e coçam muito. As áreas que são mais acometidas são: punhos, entre os dedos, mamilos, axilas, abdômen, nádegas e genitália. Nas crianças pode acometer o couro cabeludo, palmas das mãos e plantas dos pés.
O diagnóstico é feito com base na história de coceira noturna, associada a lesões cutâneas presentes nos locais sugestivos. Em geral, há mais de um caso no ambiente residencial. O diagnóstico é clínico, mas se necessário, poderá ser feita uma confirmação laboratorial pelo achado do ácaro, em material coletado da pele do paciente, examinado ao microscópio.
Garantir o acesso ao serviço de saúde, bem como realizar o acompanhamento individualizado do paciente com escabiose e de seus familiares, é fundamental para prevenção que deve ser priorizado pelos profissionais de saúde. Considerando que o Município de Piratini já registrou alguns casos de escabiose pedimos que diante de qualquer sintoma procure orientação médica nas Unidades de Saúde ou Hospital.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia